Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Em 10 dias, choveu no DF mais que a média de todo o mês de janeiro - LUZIÂNIA

Fale conosco via Whatsapp: +55 61 9 9404-1302

No comando: Madrugada 98

Das 00:00 às 04:00

No comando: Madrugada Luziânia

Das 00:00 às 07:00

No comando: Fatos em Foco

Das 06:00 às 07:00

No comando: Santa Missa

Das 07:00 às 08:00

No comando: Fala Povo Fala Cidade

Das 07:00 às 08:00

No comando: A Cidade em Destaque

Das 08:00 às 12:00

No comando: Bom Dia Cidade

Das 08:00 às 12:00

No comando: Tempero Nordestino

Das 12:00 às 16:00

No comando: A Tarde é Show

Das 12:00 às 16:00

No comando: A Tarde é Show

Das 12:00 às 16:00

No comando: Pediu Tocou

Das 16:00 às 17:00

No comando: Festa da Lú

Das 16:00 às 19:00

No comando: Festa da Lú

Das 16:00 às 19:00

No comando: Clássicos Sertanejos

Das 17:00 às 19:00

No comando: Estúdio 98

Das 19:00 às 20:00

No comando: Voz do Brasil

Das 19:00 às 20:00

No comando: Vitrine Sertaneja

Das 20:00 às 00:00

No comando: Estação 98

Das 21:00 às 00:00

No comando: Clássicos Sertanejos

Das 04:00 às 06:00

No comando: Top 98

Das 20:00 às 21:00

Em 10 dias, choveu no DF mais que a média de todo o mês de janeiro

O Distrito Federal registrou chuvas fortes, granizo e ventos de até 60km/h durante a tarde desta quinta-feira (9/1). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a média histórica de precipitações do mês é de 209,4 milímetros. No entanto, do dia 1º até a manhã desta quinta-feira (9/1), o acumulado era 30% a mais do esperado. Nas estações do Paranoá e de Brazlândia, os registros chegaram a 270,8mm e 233,6mm, respectivamente.
Por causa do fenômeno desta quinta-feira (9/1), o Inmet emitiu alerta amarelo, que dura até as 15h desta sexta-feira (10/1). Há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas. A Defesa Civil também destaca a possibilidade de rajadas de ventos e que, em caso de risco, é preciso acionar a corporação pelo 199 ou os bombeiros, pelo 193.
Segundo a meteorologista Andrea Ramos, as precipitações constantes ocorrem porque existe “um canal de instabilidade de umidade que se concentra no Centro-Oeste, mas alcança a grande área central do país. A característica principal deste fenômeno é manter o padrão de precipitações que são observadas durante estes dias no DF”.
Conforme levantamento inicial do instituto, o acumulado das chuvas desta quinta-feira (9/1) ficou em 33mm em Águas Emendadas (Planaltina), sendo seguido pela estação do Paranoá (26,6mm), do Sudoeste (5,6mm), do Gama (8mm) e, por fim, a de Brazlândia (0,4mm). Embora o DF tenha superado o esperado para todo o mês de janeiro nestes primeiros dias, a expectativa é de mais precipitações. “O fenômeno prossegue até o fim do mês, exatamente por causa da área de instabilidade. O que altera é que, em alguns dias, as chuvas serão em áreas isoladas. Para os próximos dias, o único dia que tem menor chance de precipitações é domingo”, previu o meteorologista Mamedes Luiz Melo.
A previsão desta sexta-feira (10/1) é de céu nublado a completamente encoberto, com possibilidade de chuvas fortes, sobretudo, entre o fim da tarde e o início na noite. A temperatura mínima deve ficar em 17º C, e a máxima, em 30º C. A umidade relativa do ar varia de 35% a 95%.
Fonte: CB

Deixe seu comentário:

Nossa Página